O papel da IA e da Aprendizado de Máquina no cenário do comércio eletrônico

27 de fevereiro de 2018

Tic-tac, tic-tac… o relógio não para.

Você já ouviu o velho ditado “tempo é dinheiro”, mas como conseguimos mais disso? Adquirir mais tempo requer mais eficiência — o que quase sempre tem um custo. Atividades como pesquisa de inventário e desenvolvimento de estratégias de preços abrangentes são demoradas e algumas vezes exigem um cientista de dados. Por sorte, a inteligência artificial (IA) e o aprendizado de máquina podem eliminar essas tarefas triviais diárias e gerar processos automatizados efetivos.

Por exemplo, para enfrentar os desafios de inventários, a IA pode ser utilizada para gerar ordens de compra automaticamente para produtos cuja demanda esteja em um ciclo de tendência. Os vendedores têm então o potencial de notificar o cliente quando os itens especificados acabam nos estoques. A IA pode criar relatórios úteis para destacar itens de alta demanda e gerar ações automatizadas. Por sua vez, os varejistas podem se preocupar menos com o tempo investido em estimar os estoques ou com o fato de terem estoques excedentes.

IA e comércio eletrônico

Diversos marketplaces já estão aderindo a essas estratégias de IA. A IA da Amazon está afetando os vendedores externos, alavancando as ferramentas quando os consumidores buscam determinadas marcas. A IA do EBay criou a Image Search and Find It Now. O Brain Team recém-criado pela Google desenvolve colaboração global para novas inovações de IA.

Outro desafio temporal para os vendedores é conquistar o buy box e manter um preço consistente em todos os marketplaces. Os remarcadores de preços (repricers) individualmente podem selecionar o melhor preço, mas muitas vezes cumprem os acordos de preços do marketplace individual. O Gerenciador de Preços da ChannelAdvisor é um recurso de IA que permite que os vendedores implementem uma estratégia de preços multicanal para conquistar consistentemente o buy box e maximizar a margem, enquanto cumprem as normas de paridade do marketplace. A SIM Supply recentemente se beneficiou desse recurso, diminuindo as tarefas diárias dos funcionários e alocando mais tempo para melhorar a produtividade, aumentando o valor bruto da mercadoria (GMV).

Ser capaz de mostrar a quantidade em estoque com precisão e gerenciar pedidos também podem ser atividades extremamente assustadoras para os vendedores. No entanto, o aprendizado de máquina, em conjunto com a IA, encontra padrões nos dados, fazendo previsões e criando novos dados que podem ser responsivos às funções internas da ferramenta do usuário. O Demand Forecaster da ChannelAdvisor, que aplica o aprendizado de máquina para prever com precisão as vendas em marketplaces em expansão, projeta o próximo inventário sazonal necessário para atender as vendas e fornece uma análise detalhada do nível das SKUs sobre o que esperar durante o ciclo de vendas, oferecendo assim tempo para utilizar o produto se necessário. Os clientes obtêm insights críticos sobre a demanda do nível do produto, fornecendo uma previsão precisa das vendas futuras e permitindo decisões de estoque táticas, altamente lucrativas, e orientadas pelos dados.

Concluindo, a IA e a aprendizagem de máquina englobam diversas ferramentas eficientes em termos de custo, economizando tempo e dinheiro para os vendedores. Para soluções otimizadas, os varejistas analisam as experiências passadas e determinam o que querem testar. Uma vez elaborada, uma análise é criada para ter uma ideia do que os usuários fazem ou não querem. Os relatórios são então avaliados utilizando uma plataforma de análise que permite que variáveis mais adaptáveis sejam escolhidas e possam ser configuradas e utilizadas de forma intercambiável em vários canais. Essas táticas benéficas são utilizadas na plataforma da ChannelAdvisor para maximizar seu potencial em marketplaces e otimizar sua gestão de estoques ao usar repricers algorítmicos, paridade de preços, publicidade nos marketplaces/social, integração de drop-ship  e serviços de fulfillment.

Desde que o deep learning surgiu há 30 anos, muitas tecnologias permitiram que empresas e negócios surgissem muito acima da norma esperada, fazendo de 2018 um ano para ingressar nos sucessos da IA. Com o surgimento de tendências de comércio eletrônico em constante mudança, a IA e o aprendizado de máquina continuarão crescendo. Nossa plataforma de IA/deep learning lançada recentemente oferece aos varejistas a oportunidade de recapturar e realocar mais tempo de volta para os seus negócios.