Power Stopencaminhando os clientes a varejistas autorizados

Visão geral da empresa

Os rotores e pastilhas de freio Power Stop chegaram à Califórnia em 1995, como uma solução para os mais difíceis desafios de frenagem. Em 2011, ao apresentar seu primeiro kit de freios de alto desempenho, o 1-Click Brake Kit, a Power Stop definiu o padrão do setor. A Power Stop oferece uma linha completa de kits de freios para aplicações específicas, incluindo rotores de freio de alto desempenho, pastilhas de freio a disco, peças de freio, sensores e calibradores de freio. O 1-Click Brake Kit revolucionou a forma como os clientes compram peças de freio
on-line e eliminou o estresse e a dúvida que envolviam a escolha da combinação certa de pastilha e rotor, oferecendo máximo desempenho e confiabilidade.

Situação

  • Necessidade de uma forma de justificar a despesa com publicidade
  • Desejo de criar um caminho otimizado de compra para os consumidores

Há cerca de cinco anos, Rodion Galperin entrou na Power Stop como diretor de criação, para supervisionar o departamento de marketing da empresa. Na época em que Galperin chegou à empresa, o site da Power Stop estava passando por uma renovação. Galperin recebeu a tarefa de implementar tecnologias para ajudar a empresa a aumentar as vendas e compreender melhor seus dados analíticos.

“Estávamos focados em atrair os consumidores para o nosso site para que pudéssemos contar a história da nossa marca e informá-
los sobre nossos produtos”, diz Galperin. “Uma das primeiras coisas que fizemos foi possibilitar que os consumidores visitassem nosso site, inserissem informações de seu veículo e pesquisassem somente os kits de freio que fossem compatíveis com seus carros. Começamos a anunciar on-line e por métodos tradicionais mas, na verdade, não tínhamos um meio de medir a eficácia das nossas campanhas. Queríamos assegurar que nossas despesas de marketing gerasse retorno.”

O processo que os consumidores tinham de percorrer para comprar os produtos Power Stop era atrapalhado. Os clientes visitavam
o site da Power Stop para pesquisar sobre o produto mas, para fazer a compra, tinham de procurar na Internet para encontrar um revendedor que tivesse a mercadoria.

“Nossos clientes tinham de sair do nosso site para começar todo o processo de pesquisa novamente”, comenta Galperin. “Sabíamos
que isso criava um declínio nas vendas, pois gerava uma grande dor de cabeça para os consumidores. Queríamos remover todas as barreiras entre o momento em que os clientes encontravam nossos produtos e o momento em que finalizavam a transação. Começamos a procurar uma solução.”

Solução

  • O ChannelAdvisor Where to Buy encaminha os visitantes do site até páginas de detalhes sobre o produto.

A Power Stop começou a usar o ChannelAdvisor Where to Buy para fazer a ponte entre a geração de reconhecimento da marca e a promoção das vendas. “Implementamos o Where to Buy com relativa facilidade. A solução realmente nos ajudou a mudar a forma como nossa marca interage com os consumidores”, diz Galperin.

Ao acessar o widget Where to Buy, os consumidores podem ver os revendedores autorizados de produtos específicos e, com um clique, são levados diretamente para a página de detalhes do produto, onde podem finalizar a compra e processar seu pedido.

“A tecnologia e o conceito do Where to Buy alinharam-se perfeitamente à nossa estratégia: simplificar a jornada dos clientes para que eles possam facilmente encontrar os produtos certos para seu veículo”, explica Galperin

Resultados

Depois de implementar o ChannelAdvisor Where to Buy, a Power Stop aumentou suas taxas de conversão de campanhas publicitárias, reestruturando o modo como os consumidores compram on-line as pastilhas de freio da empresa. “O Where to Buy traz um imenso benefício para nós pois, antes, não tínhamos qualquer visibilidade sobre para onde os consumidores iam depois de vir ao nosso site para pesquisar sobre um determinado produto”, diz Galperin.

Os dados e as análises que a Power Stop coleta junto ao Where to Buy ajudaram a empresa a melhorar sua estratégia geral de e-commerce e a fortalecer sua relação com os varejistas.

“Estamos monitorando quais produtos os consumidores estão procurando e de onde eles vêm. Dessa forma, podemos garantir que nossa despesa de marketing é justificável, pois monitoramos as taxas de conversão para determinadas campanhas de marketing digital”, acrescenta Galperin. “O Where to Buy oferece uma comparação ‘varejista por varejista’, assim, podemos ver se um determinado varejista está tendo queda nas vendas. Podemos fazer uma rápida auditoria, descobrir por que a conversão não está acontecendo (por exemplo, talvez as imagens estejam erradas) e trabalhar junto ao varejista para corrigir o problema.”

  • Redução da quantidade de etapas necessárias para que o cliente compre produtos
  • Melhoria da estratégia geral de e-commerce, usando dados analíticos melhores